A Pinacoteca de São Paulo inaugurou, neste sábado (2), exposição Pequena ecologia da imagem, em homenagem à artista Rosângela Rennó. A mostra comemora os 35 anos de carreira de Rosângela e reúne mais de 130 obras, entre elas fotografias, coleções, objetos, instalações e obras audiovisuais. A exposição apresenta os pensamentos da artista em relação a “fotografia expandida”. A instalação Eaux des colonies (2021) e a série Seres notáveis do mundo (2014-2021), são dois exemplos da curadoria de Ana Maria Maia, que inclui trabalhos inéditos no Brasil.

 

Dividida em três salas, a primeira mostra os trabalhos do início da carreira de Rennó ganhando espaço, a segunda é pautada por um viés social, voltada para instâncias públicas, como a imprensa e o estado. Já a última traz uma conversa sobre a colonialidade, a violência e a raça.

 

A mostra é gratuita e fica em cartaz até 7 de março de 2022. Para fazer sua reserva pelo site e ter acesso a exposição clique aqui.

 

FONTE: PINACOTECA DE SÃO PAULO