Na manhã desta quinta-feira (13), o técnico Tite realizou a convocação dos atletas da Seleção Brasileira. Os jogos serão para as últimas partidas da disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo. A primeira convocação de 2022 que será para os jogos contra Equador, em Quito, no próximo dia 27 e contra o Paraguai no dia 1 de fevereiro no Mineirão.

Desse modo, teve algumas surpresas e explicações por parte do comandante da seleção. Neymar foi cortado por estar se recuperando de lesão e Coutinho apareceu de novo na lista do comandante. Além disso, Renal Lodi não foi chamado por não ter completado toda vacinação. Antes de começar falar os nomes, Tite disse mais sobre como faz a seleção de jogadores e falou sobre o processo para chegar a lista final.

“Se pegar o processo dos últimos quatro anos dos desempenhos dos atletas em clubes, na seleção, de jogos importantes e solidez na carreira […] E, quando vieram aqui, também possam produzir dessa forma. É nosso desafio para ter, lá na frente, uma convocação final. É o último ano de preparação para a Copa, mas esses fatores todos estarão no conjunto da obra para definir a convocação final” 

Assim, apesar de não viver boa fase, Tite explicou o porquê de chamar Coutinho:

“Coutinho é um jogador de armação e conclusão importante. Que vai recuperando seu melhor nível […] uma perspectiva de que ele possa ter a retomada de seu maior nível. Para que possa ver e oportunizar se este crescimento possa estar acontecendo”

Convocação da Seleção Brasileira:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras)

Laterais: Emerson Royal (Tottenham), Daniel Alves (Barcelona), Alex Sandro (Juventus) e Alex Telles (Manchester United)

Zagueiros: Eder Militão (Real Madrid), Gabriel Magalhães (Arsenal), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea)

Meias: Fabinho (Liverpool), Paquetá (Lyon), Bruno Guimarães (Lyon), Casemiro (Real Madrid), Fred (Manchester United), Gerson (Olympique de Marselha), Everton Ribeiro (Flamengo) e Philippe Coutinho (Aston Villa)

Atacantes: Antony (Ajax), Gabigol (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Matheus Cunha (Atlético de Madri), Raphinha (Leeds), Rodrygo (Real Madrid) e Vinicius Jr.