Nesta terça-feira, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou novas regras de inclusão para o Oscar na categoria Melhor Filme. As alterações visam promover a inclusão na indústria do entretenimento e aumentar a representação de seus membros e na comunidade cinematográfica. As mudanças deverão ocorrer a partir de 2024. Para a 94º edição do Oscar, de 2022 e 95º de 2023, o envio de um formulário confidencial dos Padrões de Inclusão da Academia será necessário para consideração de Melhor Filme, porém, atingir os limites de inclusão não será exigido para elegibilidade na categoria de Melhor Filme até a 96º edição da premiação de 2024, precisando atender á dois de quatro dos seguintes padrões para ser considerado elegível:

PADRÃO A: REPRESENTAÇÃO NA TELA, TEMAS E NARRATIVAS Para atingir o Padrão A, o filme deve atender a UM dos seguintes critérios:

A1. Principais atores coadjuvantes Pelo menos um dos atores principais ou atores coadjuvantes significativos é de um grupo racial ou étnico sub-representado. • asiática • Hispânico / latino • Negro / Afro-americano • Indígena / Nativo Americano / Nativo do Alasca • Oriente Médio / Norte da África • Havaiano nativo ou outro ilhéu do Pacífico • Outra raça ou etnia sub-representada.

A2. Elenco geral Pelo menos 30% de todos os atores em papéis secundários e mais secundários são de pelo menos dois dos seguintes grupos sub-representados: • Mulheres • Grupo racial ou étnico • LGBTQ + • Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva.

A3. Enredo principal / assunto O (s) enredo (s) principal (is), tema ou narrativa do filme são centrados em um (s) grupo (s) sub-representado (s). • Mulheres • Grupo racial ou étnico • LGBTQ + • Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva.

Para conferir todas as novas regras acesse o site oficial da premiação: https://www.oscars.org/news/academy-establishes-representation-and-inclusion-standards-oscarsr-eligibility

FONTE: OSCARS.ORG