A judoca Rafaela Silva testou positivo para uma substância proibida durante o Pan-Americano de Lima. A atleta apresentou a sua defesa no caso de doping em um painel da Federação Internacional de Judô.